How to train your Dragon 2

Este é o segundo filme da saga “How to train your Dragon”, para ser sincera eu adorei o primeiro e fiquei reticente pois pensei que não teria como igualar, mas a verdade é que o segundo foi tão bom ou melhor que o primeiro. O que eu mais gosto nestes filmes é a realidade inerente. Não na parte dos dragões e tudo mais, mas na parte em que as coisas más acontecem de verdade e que são verdadeiramente más e que ao contrario de muitos outros filmes da Disney não deixam de ser más miraculosamente. Uma forma divertida de no meio de uma mundo de fantasia mostrar muito de realidade. Recomendo o filme para todas as idades pois na minha opinião a Disney é para todos.

See you soon, Ka.

Third Person – Filme

Third-Person-Movie-Poster-Images

Repleto de bons actores, complicado, intrigante e envolvente. Na terceira pessoa é um filme que relata várias histórias diferentes que aparentemente tem demasiadas coisas em comum. Este é um daqueles filmes que envolve mais do que uma sala de cinema, daqueles que o espectador leva para casa no bolso enquanto tenta desvendar tudo aquilo que ficou por dizer. Não é um filme para todos porque nem todos iram perceber todas as histórias que ele envolve, mas é um filme para quem procura as entrelinhas, para quem presta atenção aos pormenores, para quem tem a paciência de o desvendar no caminho para casa.

Trailer do filme 🙂

See you soon, Ka.

The Nut Job – Filme

unnamed

Este é um filme de desenhos animados que fui ver outro dia. Eu gosto de desenhos animados, mas também devo dizer que não gosto de todos, só de alguns. Este filme, por exemplo, adore. As personagens são incríveis e a história é bem fora do comum e nem um pouco cliché.

O filme conta a história de um esquilo que é expulso do parque onde vivia após um acidente que destruiu todas as reservas de comida do parque. Após ser expulso do parque a personagem principal enquanto tenta sobreviver fora do parque tenta recolher o maior número de comida para o Inverno, tudo isto enquanto o resto dos animais do parque desespera com a falta de comida para o Inverno.

 Trailer do filme 🙂

See you soon, Ka.

The faul in our stars – Filme

Antes de mais nada queria admitir que sim! Estou viciada na obra incrível de John Green: The Fault in our Stars.
Bem, agora que admiti o evidente, continuemos. Antes de falar do filme brilhante que fui ver recentemente quero deixar aqui o meu humilde pedido de desculpas ao excelentíssimo escritor John Green por não ter sido capaz de acender ao seu pedido. Para quem não sabe, no início do livro John Green deixou uma nota de autor, na qual pede a todos os leitores que mantenham as personagens e a história por ele criadas na ficção que a elas é inerente. Deixo aqui o meu pedido de desculpas a John Green por tentar ler as entrelinhas da sua brilhantes história. Em minha devesa a culpa não é só minha visto que a qualidade da sua escrita incentiva a leitura paralela. Obrigada pela bela obra e me desculpe por ser demasiado curiosa.

Post sobre o livro: https://lifewithka.wordpress.com/2014/07/02/a-culpa-e-das-estrelas-livro/

Okay, passemos ao filme. Não tenho nada muito importante para dizer apenas e só que a adaptação do incrível livro de John Green em filme foi simplesmente brilhante. Um filme que foi fiel ao livro em todos os seus pormenores e que ao mesmo tempo deixou aquele gostinho nos leitores de saberem determinados segredos que o filme não revela. Um filme de chorar e rir de uma ponta à outra. Um filme que trouxe ao grande ecrã o melhor do cinema e o melhor da literatura. Um filme em todo ele incrível.

See you soon, Ka.

Maleficent

Imagem

Fui ver este filme mesmo no dia da estreia, como não podia deixar de ser. Esperei muito, mas mesmo muito para que este filme saísse e enquanto esperava criei grandes expectativas para o filme. Devo dizer que este filme está simplesmente incrível. A caracterização das personagens é subtilmente brilhante e a forma como a história toma o seu rumo é bastante admirável.

Um perspectiva diferente de uma história que sempre foi vista da mesma maneira. Maleficent, a bruxa má da história “A Bela adormecida”, originalmente criada em 1959, ao longo deste filme prova que nem tudo é preto ou branco e que em cada parte negra existe sempre uma parte clara. Recomendo este filme, principalmente a todos aqueles que conhecem a história “A Bela adormecida” original e que durante muito tempo viram as personagem apenas através de uma perspectiva. Com a actuação deverás brilhante da Angelina Jolie no papel de Maleficent este é um filme que através de uma perspectiva diferente ensina que nem tudo pode ser visto de um só ponto de vista e que por vezes as diferentes versões que se contam da mesma história traduzem na verdade diferentes histórias.

Deixo aqui o trailer do filme:

See you soon, Ka.

O meu filme favorito – My name is Khan

Sem Título

“An ordinary man, an extraordinary journey..”

My name is khan é um filme que foi produzido por duas empresas, uma americana e outra indiana. O actor principal deste filme é sensacional e como tal é o actor mais conhecido da Índia. Sei que é pouco comum as pessoas fora da índia verem cinema indiano, mas de todos os filmes que vi na vida considero este o melhor de todos eles. Este filme aborda uma perspectiva do mundo peculiar e através dos olhos da personagem principal conseguimos ter uma percepção diferente de tudo aquilo que um dia víamos de certa forma.

Este filme tem como personagem principal um autista que do seu jeito simples vê o mundo de uma maneira muito diferente da de todos nós. O que me fascina… Ás vezes questiono-me se não serei eu a ver do jeito errado e eles a verem do jeito certo, mas enfim… Voltando ao importante. O filme conta a história de um homem autista que se aventura numa viagem inacreditável e ao mesmo tempo se torna capaz de ir contra o próprio universo e todas as leis que o regem para conseguir tudo aquilo que procura.

Já vi este filme cerca de 5 vezes e tenciono vê-lo muitas mais, sou louca por filmes e já vi inúmeros filmes na vida, mas nenhum, jamais chegou aos pés deste. Este filme é bom, não só por ter uma história cativante e diferente mas a cima de tudo é bom porque consegue ser muito mais do que um filme e cada vez que o vejo consigo encaixa-lo na minha actual realidade. Sei que com o conteúdo deste filme poderia fazer um post riquíssimo, mas deixo que o filme fale por si, até porque sei que as minhas palavras nunca cobriram tanta genialidade.

Deixo aqui o trailer do filme:

See you soon, Ka.