A moment to relax

A moment to relax

Para mim beber chá é estar em casa. Não importa se o bebo na rua, num café numa explanada ou na casa de um amigo. Quando bebo chá eu estou em casa. É como se todas as estrelas se alinhassem e se toda a confusão do mundo desaparecesse a cada gota de chá.
Costumo beber chá todas as noites antes de ir dormir “a moment to relax” they say.
See you soon, Ka.

Anúncios

Os meus pequenos brincos

Imagem

Quem me conhece sabe que não sou muito de usar brincos grandes apesar de ter bastantes como já mostrei no meu post de “Do it yourself – suporte de brincos.

Link aqui:   https://lifewithka.wordpress.com/2014/05/14/do-it-yourself-suporte-de-brincos/

Prefiro pequenos, como estes e mesmo estes não uso tanto quanto gostaria. Recentemente descobri que faço alergia a brincos que não sejam de ouro o que é uma chatice porque assim não posso usar quase brincos nenhuns, mas de qualquer modo partilho aqui a minha pequena colecção de pequenos brincos.

See you soon, Ka.

Paper towns – Livro

8126999512_326ae20f9d

Surpresa, surpresa, outro livro de John Green… Tentei mas não consegui evitar o meu vicio pela escrita deste escritor. Continuo em busca de um livro dele que supere “A culpa é das estrelas” (Review aqui) mas apesar de nenhum outro conseguir superar não consigo desprender-me da vontade de ler todos eles. Este é um livro diferente, que envolve perspectivas diferentes, vidas diferentes e histórias que sendo diferentes se encontram em momentos comuns. Recomendo porque não existe maneira de não recomendar um livro de John Green. A minha personagem favorita é e sempre será a Margo Roth Spiegelman, não tanto por ser em torno dela que sem ela a história gira, mas sim pela força que ela tem em ir contra tudo que a sociedade lhe impôs.

Citação favorita: “All those paper people living in their paper houses, burning the future to stay warm.” (…) “I’ve lived here for eighteen years and I have never once in my life come across anyone who cares about anything that matters.”

*Breve resumo sem spoiler

Este livro conta a história de duas vidas diferentes que numa noite de loucura se encontram. Quentin, o rapaz comum que deseja uma comum vida cheia de um curso superior, um bom emprego e um óptimo futuro para ele e Margo Roth Spiegelman, uma rapariga a quem a ideia de ter uma vida regida pelos eternos planos de um futuro é de todo impensável. Após um noite qualquer na qual Margo escolhe Quentin como o seu parceiro de aventuras Margo desaparece e a história continua sem ela, mas sem nunca deixando ela de ser a protagonista de uma história da qual decidiu fugir.

See you soon, Ka.

Cher Lloyd – Superhero

Para os que não sabem eu gosto muito, mas mesmo muito das músicas da Cher Lloyd, para quem não conhece ela é uma cantora Britânica que participou no programa XFactor e que se tornou famosa depois disso. A voz dela é muito peculiar e diferente o que eu adoro. Neste momento ando muito viciada em algumas das músicas antigas dela, como a música “Superhero”. A letra é simplesmente incrível, como tal hoje vim aqui partilhar essa música, mas não a versão normal, a versão acústica porque acho que sem sombra de dúvida a versão acústica é muito melhor.

See you soon, Ka.

O Teorema Katherine – Livro

DSC_0677

Ok, admito que estou viciada na escrita de John Green, por isso é provavel que agora o blog se encha de reviewes e de posts sobre livros de John Green. A minha mais recente leitura (não contando o que estou a ler actualmente) foi o livro O Teorema Katherine de John Green. Gostei do livro. Gostei e cada vez gosto mais da escrita peculiar e divertida de John Green. Devo dizer que apesar deste livro girar todo em torno de Collin e das suas Katherines a minha personagem preferida é  Hassan, o melhor amigo meio gordo e meio muçulmano de Collin. Uma personagem insubstituível e que dá uma vida diferente ao livro.

Citação favorita (admito que a melhor parte de fazer posts sobre livros aqui no blog é poder voltar atrás no livro e reler todas as citação que sublinhei):

“You can love someone so much, he thought. But you can never love people as much as you can miss them.”

*Breve resumo sem spoiler:

O livro fala de um rapaz prodígio, Collin, que vive uma vida em busca do seu momento “Eureka”. Collin apesar de ser um prodígio no fim de carreira, como ele próprio costuma dizer, essa não é a sua característica mais peculiar. O rapaz prodígio ao longo da sua, ainda curta, vida namorou 19 raparigas chamadas Katherine, raparigas essas que de uma maneira ou de outra acabam por partir o coração de Collin. É nesse momento, e após muitas Katherines que Collin decide criar um teorema que permita prever a forma como as relação iram acabar.

See you soon, Ka.

The Selection – Livro

DSCF0159

Decidi começar a ler este livro porque fiquei fascinada pelo design, vi um post sobre a trilogia (este é o primeiro de 3 livros) e perdi-me na beleza da capa. Li o livro em Inglês porque não o encontrei para venda em Português de Portugal, sei que existe em Português do Brasil, mas para ser sincera prefiro as versões originais. Este livro surpreendeu-me pela positiva e mal posso esperar por continuar a ler o resto da saga. Um final em aberto que me deixou com uma vontade de devorar futuras páginas. A escrita de Kiera Cass é intrigante porque mesmo quando nós achamos que já percebemos tudo, existe sempre algo mais para descobrir e isso agrada-me.

Citação favorita: “Maxon, I hope you find someone you can’t live without. I really do. And I hope you never have to know what it’s like to have to try and live without them.”

*Breve resumo sem sploier

Este é um livro que retracta uma sociedade utópica que nasceu após a 4 guerra mundial. Nesta sociedade as pessoas são numeradas de acordo com a sua classe social de 1 a 8, dos mais ricos aos mais pobres. A história gira em torna de America Singer, uma adolescente da classe 5 que se vê absorvida pela “Selecção”. A selecção é um processo tal como o nome indica que pretende seleccionar a futura mulher do actual príncipe, neste caso Maxon. Entre 35 seleccionadas, que podem pertencer a qualquer classe social uma terá no seu destino casar com o príncipe e torna-se a futura rainha de Iléa. Apesar de para todas as seleccionadas a possibilidade de competirem pelo príncipe ser um sonho, para America singer significa virar as costas ao seu amor secreto e deixar a sua casa por um prémio que nunca desejou receber. Mas é no momento em que conhece Maxon que os planos de America começam a desvanecer. Pode a vida com que ela sonhou comparar-se a um futuro que ela nunca imaginou? “In a place of rivals, only one can win his heart.

*Review do segundo livro “The Elite aqui

See you soon, Ka.

Books I have read

DSCF0096

Bem hoje vim aqui partilhar uma ideia que tem tanto de loucura como de genialidade. Eu sou uma pessoa que gosta de ler, que gosta de livros e que colecciona coisas. Agora com as novas tecnologias ler livros ficou cada vez mais fácil e apesar de eu preferir mil vezes ter o exemplar entre as mãos ultimamente tenho lido tanto ou mais no tablet em formato pdf. Como tal, e visto que eu sou doida, não ter os livros pousados na minha estante da-me um desgosto tremendo, até porque após eu ler um livro basta-me olhar para a capa e relembrar tudo que ele me levou a viver. Foi então que tive a brilhante ideia de criar o “Book I’ve read” (Traduzindo: Livros que eu li) que consiste num caderno bonitinho e inútil que tinha cá em casa, no qual ao longo do tempo vou anotando o nome e o escritor de todos os livros que eu ler. A ideia é meio parva, mas a verdade é que eu quero ser bem velhinha e poder ler todos os títulos de livros que algo vês li. Acho que ler, pousar na prateleira e deixar lá para apanhar pó não chega. Eu tenho de ler, deixar na prateleira a apanhar pó, anotar o nome num caderno e mais tarde reler todos os títulos relembrando em mim todas as histórias que li. Enfim… Já agora gostava de saber se sou demasiado doida ou se a minha ideia louca é brilhante. Me informem das vossas opiniões, obrigada. See you soon, Ka.

The faul in our stars – Filme

Antes de mais nada queria admitir que sim! Estou viciada na obra incrível de John Green: The Fault in our Stars.
Bem, agora que admiti o evidente, continuemos. Antes de falar do filme brilhante que fui ver recentemente quero deixar aqui o meu humilde pedido de desculpas ao excelentíssimo escritor John Green por não ter sido capaz de acender ao seu pedido. Para quem não sabe, no início do livro John Green deixou uma nota de autor, na qual pede a todos os leitores que mantenham as personagens e a história por ele criadas na ficção que a elas é inerente. Deixo aqui o meu pedido de desculpas a John Green por tentar ler as entrelinhas da sua brilhantes história. Em minha devesa a culpa não é só minha visto que a qualidade da sua escrita incentiva a leitura paralela. Obrigada pela bela obra e me desculpe por ser demasiado curiosa.

Post sobre o livro: https://lifewithka.wordpress.com/2014/07/02/a-culpa-e-das-estrelas-livro/

Okay, passemos ao filme. Não tenho nada muito importante para dizer apenas e só que a adaptação do incrível livro de John Green em filme foi simplesmente brilhante. Um filme que foi fiel ao livro em todos os seus pormenores e que ao mesmo tempo deixou aquele gostinho nos leitores de saberem determinados segredos que o filme não revela. Um filme de chorar e rir de uma ponta à outra. Um filme que trouxe ao grande ecrã o melhor do cinema e o melhor da literatura. Um filme em todo ele incrível.

See you soon, Ka.

Pó de fada – Sabonetes Artesanais

10480152_250741368450219_7840786067518228965_n

Hoje vim aqui partilhar uma dica óptima, a loja/marca “Pó de fada”, que se destina a vender online variados sabonetes artesanais. A variedade de sabonetes é incrível e os aromas são deliciosos. Fiz algures aqui no blog um post sobre como fazer sabonetes caseiros, link aqui: https://lifewithka.wordpress.com/2014/05/11/do-it-yourself-sabonetes-caseiros/ mas para muitos é dificil fazer este tipo de coisas, quer seja por falta de tempo ou de material, ou talvez até de jeito… Resolvi então partilhar aqui uma forma óptima de comprar sabonetes caseiros, sabonetes estes que tem uma variedade incrível e uma qualidade surpreendente. Deixo aqui a página oficial da lojinha “Pó de fada” onde todos e quaisquer tipo de sabonetes caseiros podem ser encomendados:

https://www.facebook.com/podefadasabonetesartesanais

Espero que gostem e que aproveitem esta dica.

See you soon, Ka.

Tag: “Conhecendo a blogueira”

anigif

Nunca respondi a nenhuma tag aqui no blog, mas hoje, por indicação da Lia do blog “Camafeu da Lia” Post da Lia: http://camafeudalia.wordpress.com/2014/07/04/respondendo-a-tags-e-premios/#comment-768 . A tag chama-se “Conhecendo a blogueira”.

Regras da tag:

♥ Contar 11 factos sobre mim
♥ Responder a 11 perguntas de quem indicou a tag
♥ Indicar 11 blogs para responder à tag
♥ Fazer 11 perguntas para os idicados responderem

************************************************************************************************************

ONZE FACTOS SOBRE MIM

  • A minha cor favorita é verde água
  • Leio muito rápido quando gosto de um livro e quando não gosto demoro uma vida inteira
  • Gosto muito, mas mesmo muito de comer gelado
  • Tenho um amor incondicional pelo meu hamster de estimação (A amora :3)
  • Não gosto de bebidas com gelo porque acho que quando derrete o sabor muda
  • Gosto muito de ver filmes no cinema
  • Adoro comida chinesa
  • Gosto de anotar tudo em post-its
  • Para mim a melhor bebida do mundo é Arizona
  • Adoro passar tempo a admirar capas de livros
  • Sou fascinada por globos de neve

ONZE PERGUNTAS DA LIA:

1. O que vocês mais gosta nas pessoas?
As características que as tornam originais.

2. Quais são seu géneros preferidos de filmes?
Não tenho um género de filme favorito, gosto de bons filmes independente do género.

3. Uma música que te lembre a sua infância, adolescência, e a fase adulta? (Não tem problema se não tiver chegado à algumas dessas fases)https://www.youtube.com/watch?v=weRHyjj34ZE . Lembro-me de ouvir isto em longas viagens de carro quando ia de férias com os meus pais.

4. Se você fosse um animal, qual seria?
Talvez um tigre ou um tubarão.

5. Quais são os tipos de blogs que você mais curte?
Gosto de blogs que dão dicas úteis e que não fazem posts iguais vezes e vezes sem conta.

6. O que você acha sobre o crescimento da bloguesfera?
Acho impressionante a quantidade de blogs que vão aparecendo cada vez mais e cada vez mais diversidade.

7. Qual é a sua citação favorita?
Ui… Essa pergunta dá que pensar e digo desde já que é impossível escolher só uma, mas neste momento estou um pouco viciada no livro “A culpa é das estrelas” por isso deixo aqui uma citação de John Green: “Some infinities are bigger than other infinities…”

8. Se você fosse um(a) escritor(a) e estivesse prestes a lançar seu primeiro livro, qual seria o título dele?
Complicado, visto que já lancei um livro e não me arrependo do titulo que lhe dei.

9. O que você faria para salvar os ursos polares do aquecimento global?
O que estivesse ao meu alcance.

10. Qual é a sua profissão dos sonhos?
Escritora.

11. Como você se resumiria em apenas uma palavra?
Extraordinária.

ONZE BLOGS QUE EU INDICO

See you soon, Ka.

Birdy – Not about angels

Hoje vim partilhar uma música linda que faz parte da banda sonora do filme “The fault in our Stars”. (Nota-se assim tanto que estou viciada?) Bem esta é uma música da Birdy. Confesso que até à data não conhecia nada da mesma, mas após esta música fiquei interessada em saber mais. A música chama-se “Not about angels” e fala sobre um amor sem tempo, sem sorte, mas que tem a demasiada força para ser abandonado. Foi escrita desproposito para o filme e foi inspirada no amor da Hazel Grace pelo Augustus Espero que gostem e apreciem a música que é simplesmente incrível.

See you soon, Ka.

The fault in our stars – Livro

DSCF0057

Faz bastante tempo que eu queria ler o livro “A culpa é das estrelas” de John Green. Sei que são muitas a reviews deste livro, mas mal acabei de o ler decidi que não o poderia deixar passar em branco. Li o livro num dia, sim, num dia. (Este acto para mim traduz um bom livro). Estava em casa de um amigo e enquanto devia estar a ajuda-lo fui-me perdendo nas páginas do livro. Nunca tinha lido nada de John Green, mas após este livro decidi que quero ler muito mais. Uma escrita única, uma perspectiva diferente, uma construção de personagens fenomenal e muito mais, sem dúvida que muito mais.Este é sem dúvida um livro desses livros que agarram o leitor e não o soltam nunca mais. Não sei bem como explicar a diferença que este livro faz entre muitos outros livros, mas é diferente e trás ao leitor uma perspectiva única da vida, da morte e da vida quando se sabe que a morte é inerente. Recomendo, a toda a gente e espero que o filme que recentemente se estreou no cinema seja tão bom como as palavras deste livro que devorei.

Post sobre o filme: https://lifewithka.wordpress.com/2014/07/10/the-faul-in-our-stars-filme/

Provavelmente já toda a gente sabe, mas o livro relata a história de Hazel Grace, uma rapariga que com 16 anos vive uma vida controlada pelo cancro. Um dia, por insistência da mãe começou a frequentar um grupo de apoio para pessoas com cancro, que apesar de ser o grupo de apoio mais aborrecido do mundo foi tendo a sua importância na vida de Hazel, afinal foi nesse grupo que ela conheceu Augustus, um rapaz que à poucos anos tinha derrotado o cancro. Ao longo da história desenvolve-se um romance peculiar, um amor pouco explicável e um infinito diferente para Hazel Grace. “It’s a love story about to kids with cancer, but is not a story about cancer” – Shailene woodley ( actriz que faz a personagem de Hazel Grace no filme).

Deixo aqui uma das muitas citação que adoro deste livro:

“I’m in love with you,  ,and I’m not in the business of denying myself the simple pleasure of saying true things. I’m in love with you and I know that love is just a shout into the void, and that oblivion is inevitable, and that we’re all doomed and that there will come a day when all our labor has been returned to dust, and I know the sun will swallow the only earth we’ll ever have, and I am in love with you.”

See you soon, Ka

Os meus cremes favoritos

Imagem

Não sou muito de usar cremes porque tenho preguiça, mas de vez em quando existem alguns que não dispenso, como tal deixo aqui uma listinha dos meus cremes favoritos, tanto de corpo como de mãos. Recomendo todos porque são todos maravilhosos.

  1. Sun kissed glow cream by Jennifer Lopez. Este creme faz parte de um conjunto que trazia o perfume e o creme da Jennifer Lopez, tem um cheiro incrível e é supre cremoso. Não sei se se vende o creme separado do perfume, mas o tanto o creme como o perfume valem a pena.
  2. Hand Cream by H&M. Este é um creme de mão da H&M, existe também o creme para o corpo e tudo mais, mas eu costumo usar o creme de mãos porque tem um cheiro delicioso e porque a pele absorve super rápido.
  3. Greenland cranberry hand cream. Este é sem dúvida um dos meus cremes de mãos favorito. Este é um creme muito espesso e perfeito para peles secas pois é super hidratante. A marca dele é uma das marcas de produtos para a pele que mais gosto pois é tudo à base de produtos naturais e todos os produtos são baseados em determinado fruto e tem cheiros incríveis.
  4. Greenland mango body butter. Este creme é simplesmente delicioso, tem um cheiro incrível e uma textura muito boa. Eu para além desta versão para o corpo costumo usar também o creme de mãos igual. Este creme é da mesma marca que o número 3, como tal é feito à base de produtos naturais.
  5. Nivea creme. Este creme é sem dúvida um must have na minha vida. É um creme bem antigo e super oleoso, não o utilizo regularmente, mas é perfeito para eliminar cicatrizes, marcas e quais manchas na pele. Lembro-me de ler um post num dos blogs que sigo no qual dizia que este creme no Brasil vai ser vendido em bisnaga, para além do boião, sinceramente adorava que em Portugal acontecesse-se o mesmo porque eu adoro usar o creme e o boião não dá muito jeito. Veremos.

See you soon, Ka

Sumos saudáveis e naturais

Imagem

Adoro fazer sumos de fruta, passo a vida a inventar misturas novas até porque convínhamos que fazer sumos de fruta é a coisa mais simples do mundo. O problema é que nem sempre ficam bem as misturas e ás vezes não ficam tão saborosos como gostaríamos. Esta semana fiz um sumo de fruta que ficou delicioso por isso decidi partilhar a receita.

Ingredientes:

  • Uma laranja descascada
  • Três nêsperas descascadas e sem caroço
  • Uma Pêra descascada
  • Cinco cubos de gelo
  • Uma banana descascada
  • Meio copo de água

Preparação:

Fazer estes sumos de fruta é a coisa mais simples do mundo, basta misturar tudo no liquidificador, ou caso tenham, numa máquina de fazer sumos. Ao fazer os sumos num liquidificador só é necessário descascar as peças de fruta e no caso da existência de sementes grande retira-las, quando se trata de sementes pequenas como as da pêra podem não ser retiradas pois será tudo destruído. O mesmo acontece com os cubos de gelo que ao serem adicionados ao liquidificador ficam picados. Espero que gostem e se fizerem misturas diferentes deixem nos comentários para eu tentar fazer.

See you soon, Ka.